Escalada Clássica

A escalada clássica consiste na ascensão de vias desequipadas ou semi-equipadas. Para se poder progredir em segurança, torna-se necessário ir colocando pontos de ancoragem à medida que se vai subindo, obrigando a levar um número considerável de equipamento que permita montar a cadeia de segurança. Todo este material torna-nos mais pesados e desajeitados, sendo necessário fazer mais força e a estar em boa forma física e psíquica para se conseguir escalar.

Para escalar em desportiva basta uma corda simples, uma dúzia de expresses, um aparelho de segurança, três mosquetões com fecho de segurança e uma fita, para além do material individual. Na clássica, toda uma panóplia de entaladores passivos e mecânicos, pitons, fitas, cordas e cordeletes tornam-se indispensáveis para se poder escalar.

Em tempos conhecida apenas como “escalada”, esta modalidade permite progredir em terreno sem ancoragens fixas na parede, utilizando proteções amovíveis(friends).  Geralmente utiliza a parte “fraca” da rocha, onde existem fissuras e fraturas que permitem a colocação do material de proteção. Caracteriza-se por exigir um bom conhecimento das técnicas de progresso em rocha e do conhecimento do material necessário.

Escalada Desportiva

Actualmente, muitos dos escaladores só frequentam muros artificiais ou escolas de escalada onde os pontos de segurança estão todos previamente instalados e espaçados de forma a reduzir ao máximo o perigo de queda.

Nestes espaços o objectivo principal é a superação da dificuldade (grau) e não a aventura. Esta vertente da escalada, geralmente intitulada de escalada desportiva, não está isenta de risco, mas na maioria das vezes este resulta da utilização inadequada do equipamento, de inexperiência dos escaladores, ou de queda de pedras.

Ao contrario de outras modalidades de escalada permite escalar secções de rocha onde as proteções amovíveis não funcionariam. Hoje em dia, trata-se de uma das modalidades mais praticadas devido á baixa necessidade de material e á sua alta segurança.

Escalada em Bloco

Actualmente a vertente de escalada mais difundida pelo mundo. Muito à custa dos ginásios de escalada, que nos últimos anos têm visto um grande aumento de popularidade.

Este tipo de escalada centra-se na técnica e dificuldade do movimento. Uma vez que o praticante nāo possui nada mais do que os pés de gato, bolsa de magnésio e crash pad ( colchāo colocado no chāo para absorver a queda). Hoje em dia, trata-se da modalidade mais praticada devido á baixa necessidade de material e forte componente física.